20.9.11

memories

Reacções: 
Quantas vezes nós dois não passeámos de mãos dadas naquele harmonioso jardim perto da tua casa? Quantas vezes não nos perdemos nos seus infinitos labirintos? Quantas vezes não fomos interpretados por vozes alheias como sendo um casal? Quantas vezes não vimos as séries de Domingo, enrolados na manta do sofá? Quantas vezes não te encheste de preocupação e vieste até mim só para assegurar que eu comia e saía de casa? Foste mais que um amigo, considerei-te mais do que um próprio irmão. Foste mais que um mero amor, e tu sabe-lo (para mim, amizade verdadeira é puro amor). Foste o pedaçinho de mim que me completava, a peça sem a qual não me sentia eu, livre e feliz, foste um confidente às horas mais tardias e um brilho nos meus olhos nos dias mais escuros e sombrios. A tua palavra amiga consolou-me e o teu abraço aconchegou-me durante anos e anos e, com isso, tornaste-te na melhor pessoa da minha vida. As nossas vidas criaram raízes juntas num nosso espaço e entrelaçaram-se, tanto que não se podiam ter desenredado tão depressa.
Todos os dias, ao passar pelo sítio onde agora passas a maior parte do teu dia, eu lembro-me de andar por ali contigo sem pensar em absolutamente nada, espontânea. Todas as noites, sonho que nos reconciliámos, sonho com a tua voz e com as nossas, outrora, longas conversas.
Dá cabo da minha alma saber que não permaneceste, olhar à minha volta e enfrentar a realidade na qual não estás por perto. Talvez já não exista para ti e já só te recordes do meu nome, contudo eu recordo com minúcia até os pequenos detalhes do que vivemos, e recordo, recheada de dor, os juramentos. Sujeitar-me-ia, se assim o desejasses, a uma irmandade e a uma história proibidas, a abraços ocultos e afectos escondidos... mas já nem te conheço o cheiro, as linhas do rosto ou a cor da pele.
Lembro-me, então, dos vínculos que se dissiparam naquele mesmo jardim, de tanto lá passar e de ele não me fazer esquecer de ti. E repito: és a melhor pessoa da minha vida. Existes, ainda que eu não exista. Sempre.

2 comentários: