15.10.11

fight for love, fight for passion, fight for us

Reacções: 
Não me conformo. Recuso-me! Recuso-me a deixar que a nossa história tenha um fecho óbvio e evidente, igual a todas as outras histórias de um amor adolescente, precoce e, ao mesmo tempo, maduro e honesto. Porque o nosso amor, para além de grande, de forte e de arrebatador, é certo. Não passamos tempos e tempos agarrados um ao outro, agarramo-nos antes ao amor, às convicções, e assim recebemos, de braços completamente abertos e com a mente liberta de preconceitos, a segurança trazida pelo amor. Depositamos um no outro toda a confiança que conseguimos, que podemos, que nos é permitida oferecer, em troca de quase nada. É assim o nosso amor. Eu ofereço-te pequenos presentes, todos os dias, materiais ou não, sem esperar que me ofereças nada de volta. Mas, meu amor, é claro que eu também gosto de receber presentes. É claro que, quando eu prometo, eu gosto que acredites em mim. É claro que, quando tu prometes, eu gosto de acreditar que tu irás cumprir essas juras. É claro que quando eu dou miminhos, e carinhos, e beijinhos, e abraçinhos, eu também gosto que os retribuas. É claro. Mas não é por eu gostar daquilo que me dás em troca, que eu te dou algo. Não é por sentir que preciso que te preocupes comigo, que me preocupo. Preocupo-me porque és aquilo que de mais precioso tenho na vida, cuido de ti porque quero que cresças junto aos meus passos, porque quero que cresçamos juntos, ou seja, quero que permaneças. Vamos ignorar os ruídos de fundo e as vozes de falsos e invejosos amigos, vamos lutar contra o destino que nos lança rasteiras a fim de nos separar, vamos batalhar para ultrapassarmos todos os dias, vamos aproveitar os minutos que temos, sem ninguém por perto, vamos fazer de tudo para que os nossos caminhos se unam, e vamos segui-los meticulosamente. Vamos criar um destino próprio, somente nosso, e vamos seguir as suas linhas. Vamos rejeitar as lágrimas que, apesar de honestas, se revelam inimigas sem fim que caminham sempre junto a nós. Vamos abordar-nos com sorrisos e com os olhares de sempre, apaixonados. Vamos ressuscitar essa paixão que nos juntou, vamos abraçá-la, agarrá-la sem a deixar escapar e, aí, vamos imortalizá-la.

Sem comentários:

Enviar um comentário