22.11.11

I wanna love you forever ∞

Reacções: 
Se às vezes se torna tão difícil puxar-te para perto de mim, noutras, ao sentir que te aproximas, me beijas e me agarras na cintura, ao de leve, consigo esquecer todos os tormentos que fervilham dentro de mim. Esqueço-me do Mundo cruel, esqueço-me dos traços do meu reflexo no espelho, esqueço-me do amor próprio, e dedico-me inteiramente a ti. Perco-me no teu olhar apaixonado, no teu sorriso rasgado, no teu ar ternurento. Perco-me nas emoções que me fizeste reencontrar um dia, esqueço as mágoas passadas e, sorrio também. Só quero que saibas que irei dar o meu melhor para te fazer feliz. E enquanto penso em todas as coisas que gostaria de tornar eternas e imortais, vou desenhando cada letra do teu nome no meu bloco, vou-me recordando dos breves instantes de puro silêncio, tão puro que me convidava a ouvir o bater acelerado e, tão natural ao mesmo tempo, do teu coração. Não quero esquecer-me de nada amor, nem quero deixar passar as alturas em que ambos caímos na ribalta - porque foram mais aquelas em que agarrámos na mão um do outro e murmurámos baixinho: "eu estou aqui", oferecendo sem procurar nada em troca, um longo abraço de conforto. E também não quero esquecer-me nunca de que foste tu quem me curou de uma doença avassaladora e quem me obrigou a desfazer-me de fantasmas assombrosos do passado. És um resto de luz quando me encontro num palco escuro, sozinha e desamparada. És o meu amparo - e penso que isso diz tudo. 
E serás sempre um brilhozinho no meio de um espaço negro, o meu mais quente porto de abrigo.


3 comentários:

  1. a tua escrita é linda, princesa :))
    Voltarei.. E visitar-te-ei mesmo não escrevendo. E boa saúde para esse amor perfeito.

    ResponderEliminar