21.2.12

loneliness

Reacções: 
Habituo-me a ti, ao teu cheiro cravado no meu pescoço e nos meus pulsos, ao teu toque vagaroso e aos teus lábios macios e só sei que isso passa a ser somente o que importa na minha vida. Vejo-me sozinha na cama e imagino-te ao pé de mim, com os dedos entrelaçados nos meus e o olhar penetrado no meu. E lembro-me de nós, deitados por baixo dos lençóis, procurando encontrar as feições do rosto um do outro no meio do escuro. O meu coração está só e aperta, e precisa da quentura das tuas palavras e dos teus únicos jeitos de amor.

1 comentário: