1.4.12

...tu#10

Reacções: 

Eu sei amor, que à noite o corpo te pesa e os olhos aquecem, que a garganta te trai e a voz te falha. Eu sei amor, que à noite o frio se apodera de ti e que apenas queres isolar-te e aconchegar-te no mais profundo dos sonos. Eu sei amor, que à noite te esqueces de como é dormir a meu lado. Eu sei amor, que à noite te esqueces de ti próprio e do meu amor que te enche o coração e a alma. Eu sei amor, que à noite não anseias pelo meu beijo, mas sei que anseias pela minha palavra consagrada. E sei amor, que me telefonas e aguentas as minhas lamúrias por uns minutos apenas para me ouvires dizer que te amo e logo a seguir desligares a chamada e caíres na noite. Mas oh amor, de mim para ti, um amo-te  não chega. E é por isso que, por não conseguir movimentar-me para perto de ti subitamente, te escrevo mensagens, curtas ou longas, de boa noite. Declarações de amor, de angústia, de medo. Turbilhões de sentimentos. Mais pesados que o amor. Daqueles que não me deixam dormir e que me atormentam à noite. E que me fazem querer-te ao pé de mim, para dormirmos em conchinha e soltos nos braços um do outro. E imagino uma das noites que passámos juntos há tempos. Com o teu beijo, o teu arrepio e o teu toque. Vamos repetir? É que, meu amor, este teu (nosso) amor desespera-me.

2 comentários:

  1. Obrigada por seguires :D
    Gostei do texto :)

    Tigereyesphotography.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Obrigada por seguires :D
    Gostei do texto :)

    Tigereyesphotography.blogspot.pt/

    ResponderEliminar