7.5.12

mil e uma razões

Reacções: 
Adoro-te. Adoro-te ainda mais quando me enches de carinho e de palavras ingenuamente amorosas. Adoro-te mesmo naquelas alturas em que parece que nem todo o amor que me dás chega para me sentir completa. Adoro-te, não mais do que no primeiro dia... porque, oh amor, tens feito até agora sempre parte dos sonhos que aí idealizei. E até mais. Adoro-te nos piores momentos que passo por me transpareceres a segurança que eu tanto preciso... por me abraçares com a força do mundo inteiro e talvez mais ainda... por me provares que estás comigo no matter what. Adoro-te por mil e uma razões. Adoro-te por me fazeres ser sempre sincera contigo, por mais dura que a verdade seja, sem me virares as costas. Adoro-te pelos inúmeros olhares doces que me diriges... pelos sorrisos genuínos que soltas ao acaso e instantaneamente. Adoro-te por mereceres cada pontinha de cada instante a dois que proporcionamos um ao outro, com uma intimidade que apenas nós conhecemos e que sabemos aproveitar com o coração cheio. Adoro-te por me aceitares como sou e por desejares um pouco mais de mim todos os dias, esquecendo o meu passado e esquecendo aquilo que poderia ser o meu futuro sem ti... focando-te apenas num amanhã nosso e num amor que já superou muitas desventuras. Adoro-te por não me julgares pelos meus erros e pela minha incapacidade de odiar alguém ou de apagar uma triste memória. Adoro-te por me conheceres ao mais ínfimo pormenor... por saberes de cada defeito meu... por já teres sentido mágoa da minha parte na tua própria pele e, ainda assim, me adorares também e mo jurares sem fazeres figas. Adoro-te por tudo aquilo que me dás no dia-a-dia... pelas mais simples coisas que me fazem sorrir... pelas cócegas que me fazem rir sem parar quando estou em dia não. Adoro-te por estares sempre comigo, mesmo quando a distância força o contrário e nos aperta no peito. E eu, meu amor, levo-te contigo para todo o sítio onde vá, guardando as nossas fantasias e brincadeiras, gravando as palavras mais fortes... porque me marcaste da forma mais intensa que jamais senti.

1 comentário: