7.8.11

secret of your eyes

Reacções: 
As ideias atropelam-se formando pesos na minha alma e tu irradias emoção. Todos têm qualquer coisa que pretendem esconder de olhares alheios. Os berlindes de teus olhos escondem um segredo que é só meu. Tu escondes-me nos teus olhos. Eu sou o segredo nos teus olhos e tu és o segredo que pesa na minha consciência.
Esse teu olhar vazio é alusivo à efervescência do amor que partilhámos. Esse olhar vence o silêncio dentro da inútil escuridão e ultrapassa-o. Esse teu olhar que esconde uma confissão que eu só me propus fazer a ti. Esse olhar que esconde as peças do puzzle do conto de fadas que não faz sentido e se assemelha a um quebra-cabeças. Esse olhar que esconde a minha imagem da qual já faltam partes. Partes relevantes que me roubaste. Partes que eu entreguei a ti como recompensas da tua estima por mim. Encontro-me mergulhada em lagos de julgamentos viris e sussurro-te, de uma forma desajeitada, que quero ser o teu reflexo. Tiveste tudo de mim, portanto dá-me a melodia dos reflexos do sol conjuntamente com os meus. Porque eu morri, por um segredo meu escondido nos teus olhos. Morri pela censura do segredo de teus olhos que é só meu e por ventura, teu. Eu morri, por ti.

Sem comentários:

Enviar um comentário