6.8.11

to let you know that I'm here

Reacções: 
Acende a chama da confiança e explode, liberta-te, confunde-te! Confidencia-me as histórias do teu passado triste, as histórias do passado do teu amigo que a vida levou sem pedir a ninguém, as histórias do passado do alguém que sentiu nos braços um fernético pedido de socorro, seguido de uma irremediável partida. Fala-me ao ouvido sobre os dias miseráveis que passaste há um ano atrás, sussurra-me que necessitas de um abrigo, de um tecto, ou apenas de um ouvinte. Segreda-me aquilo que te for nessa vasta e neurótica mente, aquilo que achares oportuno ou inoportuno, segreda-me aquilo que te destrói e te anula ou aquilo que te alimenta e te enche de prazer. Conta-me as tuas aventuras mais irreverentes, conta-me tudo sobre a prisão em que vives, conta também com as minhas vivências, conta também com o conforto dos meus braços. Mas, acima de tudo, confidencia, fala, segreda, conta. Qualquer coisa que seja. Dirige-te a mim e partilha parte do teu pequeno Mundo comigo, como naquele final de tarde ardente e somente nosso. 



Sem comentários:

Enviar um comentário