11.12.11

"hoje a noite veio-me falar de ti"

Reacções: 
São onze da noite, a tal hora em que o meu alarme desperta. Estou fechada entre quatro paredes pintadas de preto, e nada cheira a meu. Preciso de arranjar o cabelo, as unhas, as sobrancelhas e de vestir qualquer coisa bonita só para ti. Preciso de sair à rua para ir ao teu encontro... porque por muito que te veja e por mais que já te tenha decorado as feições do rosto ao mais ínfimo pormenor, ainda te sinto longe, ainda não te sinto meu. Preciso de estar contigo uns minutos, para que possa trazer para casa novas recordações para colar nas paredes desprovidas de vida e de magia.... porque tu és a magia da minha vida.
Caio na tentação de te escrever, mais uma vez... porque a noite me veio falar de ti. Ouço as tuas músicas preferidas e chega ao meu ouvido a tua voz ténue e baixinha, tal e qual como quando as cantavas e as tocavas para mim. Oh, nem consigo descrever o que sentia por poder adormecer ao som da tua voz rouca, mas bela. 
Quem quero eu enganar? Não te vou esquecer mais, não enquanto continuar a sonhar. E eu prometi-te sonhar desde sempre e para sempre, mantendo-nos vivos, não foi meu anjo?

3 comentários:

  1. Vim aqui, para te responder ao que deixas-te no meu blog. Sabes, como em tão poucas palavras, me fizeste relembrar tudo. Eu tenho imensas saudades tuas, aliás, fazes-me tanta falta. Eu só queria ter-te por perto, mas parece cada vez mais complicado. Eu também fico feliz por ti, porque eu sei que estás feliz, e espero que saibas que, se e quando mais precisares eu estou aqui, como sempre estive, mesmo que não tenha as palavras certas para te dizer, tenho sempre um abraço e palavras para te fazer esboçar um sorriso. Eu amo-te, muito muito. Tu serás sempre tu, a minha irmã mais velha. Volta para mim... Eu estou aqui, mana!

    ResponderEliminar
  2. que bonito :)
    e muito obrigada, desde já.

    ResponderEliminar